A revisão do status de alerta da pandemia anunciada pelo governador Eduardo Leite nesta segunda-feira reduziu em dois terços o número de municípios colocados sob bandeira vermelha no sábadoAlém da devolução das 52 cidades da região de Palmeira das Missões à bandeira laranja, Leite permitiu que outras 37 prefeituras adotem as mesmas condições de distanciamento. Assim, dos 133 municípios que estavam sob bandeira vermelha, apenas 44 devem restringir a atividade econômica a partir desta terça-feira.

A decisão foi anunciada no final da tarde, após quase quatro horas de atraso na reunião do gabinete de crise. Segundo o governador, a região de Palmeiras das Missões retornou à classificação anterior graças à pequena variação no número de hospitalizações. Segundo Leite, o território havia sido colocado sob alerta vermelho em função de um arredondamento nos indicadores de risco. Diante do pedido de reconsideração, o núcleo de controle da pandemia entendeu que havia espaço para um recuo.
Já a iniciativa de permitir regras de bandeira laranja mesmo em uma região sob bandeira vermelha teve como parâmetro o número de óbitos e internações por covid. Conforme o governador, todos os municípios que não registraram morte ou pacientes hospitalizados pelo novo coronavírus nos últimos 14 dias poderão adotar regras locais de isolamento. Os modelos deverão ser estabelecidos pelos prefeitos, desde que restritos às condições previstas na bandeira laranja. 
Pelo dados divulgados pelo Piratini, 12 destes municípios ficam na região de Capão da Canoa, 11 na de Porto Alegre, 10 na de Canoas e quatro na de Novo Hamburgo.

Confira os municípios que poderão flexibilizar restrições, mesmo na zona vermelha

Deixe seu Comentário