Rádio Tupancy 87,5 FM

5136873240

Coronavírus

Estado do RS deverá entrar mês de Abril em Bandeira Preta

Mesmo com permanência da bandeira preta, o estado voltará com o sistema de Cogestão

Estado do RS deverá entrar mês de Abril em Bandeira Preta
Foto: Divulgação / Governo do RS
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Segundo o governador Eduardo Leite, os estudos indicam que são necessárias pelo menos três semanas com regras mais rígidas para que os resultados comecem a aparecer. Assim, a liberação de parte das atividades na próxima semana teria como objetivo a "sobrevivência" dos negócios, já que todos deverão, de alguma forma, ser impactados. No entanto, o governador ressalta que a cogestão poderá ser suspensa a qualquer momento:

"O Estado está sempre sob estado de alerta para ver a forma como é utilizada esta liberdade para restrições menores. Se não houver engajamento e processo de fiscalização para garantir que medidas restritivas sejam cumpridas, a suspensão da cogestão pode ser exigida a qualquer momento (...) Vamos contar com a parceria do Ministério Público para que promotorias estejam atentas, acompanhando ações dos prefeitos. Fiscalizar não é uma opção, é uma obrigação."

Leite lembrou que a capacidade de fiscalização é limitada e que a Brigada Militar tem outras atribuições, como a da segurança pública.  

INDICADORES CONTINUAM AUMENTANDO

A previsão do Estado é de que, até o final de março, ainda haverá aumento do número de pacientes em UTIs e em leitos clínicos. Apenas em abril é que o cenário deve começar a mudar:

"No final de março, início de abril, é que começa a ceder este aumento, mas ainda lentamente ao longo do mês de abril. Se tiver engajamento de todos, a gente vai ver, em abril, uma redução da ocupação de leitos de forma lenta. No ano passado, no momento mais crítico, tivemos cerca de 500 mortes por semana. Já estamos em 1,2 mil por semana, e isso infelizmente vai aumentar."

#pandemia  #lockdown  #EduardoLeite #governogaucho  #riograndedosul  #saude

FONTE/CRÉDITOS: GZH
Comentários:

Veja também

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )