Rádio Tupancy 87,5 FM

5136873240

Esportes

Grêmio perde para o Palmeiras com um a mais em campo e abre final em desvantagem

Tricolor saiu atrás por 1 a 0 e não conseguiu empatar mesmo após expulsão no lado adversário

Grêmio perde para o Palmeiras com um a mais em campo e abre final em desvantagem
Jogo de volta será no próximo domingo | Foto: Mauro Schaefer
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Numa de partida de pouca técnica e muito suor, o Grêmio perdeu para o Palmeiras, por 1 a 0, no jogo de ida da final da Copa do Brasil, na noite deste domingo, na Arena. Agora, o Tricolor precisará vencer no Allianz Parque, no próximo domingo, dia 7, para conquistar o hexacampeonato da Copa do Brasil. Sem gol qualificado, qualquer vitória gremista por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis e uma vantagem de dois gols sela a conquista. 

 

Com uma proposta defensiva, o Palmeiras controlou boa parte da partida e marcou o gol com Gustavo Goméz, depois de falha defensiva gremista aos 31 minutos do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, o zagueiro palmeirense Luan foi expulsou e a equipe de Renato Portaluppi, com a entrada de Ferreira, passou a pressionar, mas sem sucesso e organização. Sem muito repertório, o Tricolor apostou nas bolas pelo alto e travou na boa defesa adversária.  

Jogo truncado e falha na defesa gremista

No primeiro lance do jogo, o Palmeiras já deixou claro que vinha para explorar os contragolpes e as jogadas verticais na Arena. No minuto 1, Viña aproveitou espaço pelo meio, avançou até a entrada da área e a bola sobrou para Wesley, que mandou por cima do gol de Paulo Victor. Ao longo de todo o primeiro tempo, o Grêmio tentou trocar passes com o trio Maicon, Matheus Henrique e Jean Pyerre, mas não tinha velocidade no meio e errava alguns toques simples na hora de "engrenar" o lance.

Até os 25 minutos, a partida foi de muita marcação e empenho físico. O Palmeiras não encontrava os espaços que gostaria de explorar pela boa postura defensiva gremista. No entanto, justamente na marcação foi onde o Grêmio pecou. Aos 31 minutos, Raphael Veiga cobrou escanteio e Gustavo Gómez entrou completamente livre para cabecear livre e sem chances para Paulo Victor. 

O gol palmeirense obrigou o Tricolor a se arriscar mais no jogo. Logo na sequência, Alisson já finalizou à direita do gol de Weverton. Aos 41 minutos, o meia novamente recebeu na entrada da área, girou e chutou sobre o gol. Desta vez, a bola passou perto da meta. 

Porém, a melhor chance foi do Palmeiras. Aos 45 minutos, Raphael Veiga lançou Luiz Adriano pelo meio da defesa. O atacante recebeu livre e finalizou por cima do gol, perdendo uma grande chance.

 

Vantagem numérica e pouco repertório

Na volta do intervalo, o meio de campo gremista seguia com dificuldades para criar contra um Palmeiras que "congestionava" o setor e não dava espaços. No talento de seus jogadores, os paulistas criaram mais uma chance clara no jogo. Aos 10 minutos, a zaga gremista parou e a bola chegou para Veiga, que deu linda caneta em Paulo Miranda e rolou para Rony, dentro da área, livre. O atacante mandou por cima com Paulo Victor já batido no lance. 

No pior momento gremista no jogo, Luan, do Palmeiras, foi expulso por cotovelada em Diego Souza, aos 18 minutos. O atacante gremista ficou sangrando após o lance. Abel Ferreira colocou Gabriel Menino e Alan Empereur nos lugares de Wesley e Raphael Veiga, que fazia boa partida na Arena. Renato respondeu com Diego Churín e Ferreira nos lugares de Maicon e Victor Ferraz. 

 

O garoto Ferreira começou a buscar jogadas individuais. Aos 28, recebeu passe rápido e finalizou firme pela direita. Weverton espalmou e salvou o Palmeiras. Na sequência, Diego Souza rolou para Alisson, que finalizou em cima da defesa. O Tricolor ensaiava uma pressão na Arena. 

 

Sem muita organização, Renato colocou Isaque, Vanderson e Thaciano para pressionar. Aos 40 minutos, o empate quase veio. Depois de bate e rebate, a bola sobra limpa para o meio dentro da pequena área. Na finalizaçao, a bola desvia em Felipe Melo, bate na trave e sai para fora. Até o final, o Tricolor insistiu em bolas pelo alto, mas a competente defesa palmeirense neutralizou todas as chances. 

Copa do Brasil – 1ª partida da final

Grêmio 0

 

Paulo Victor; Victor Ferraz (Churín), Paulo Miranda (Thaciano), Kannemann e Diogo Barbosa; Matheus Henrique, Maicon (Ferreira), Jean Pyerre (Isaque), Alisson (Vanderson) e Pepê; Diego Souza.

Técnico: Renato Portaluppi.

 

Palmeiras 1 

 

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Matías Viña; Felipe Melo, Zé Raphael (Danilo) e Raphael Veiga (Gabriel Menino); Wesley (Alan Empereur), Rony (Mike) e Luiz Adriano (Gabriel Verón).

Técnico: Abel Ferreira.

 

Gols: Gustavo Gómez (31min/1T°)

Cartões amarelos: Diogo Barbosa e Vanderson (Grêmio) Zé Raphael e Willian (Palmeiras)

Cartões vermelhos: Luan (Palmeiras)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ).

Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa/RJ) e Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa/BA).

Árbitro do VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ).

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).

Horário: 21h.

FONTE/CRÉDITOS: Correio do Povo
Comentários:

Veja também

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )