Rádio Tupancy 87,5 FM

5136873240

Arroio do Sal

Praça do Mar em Arroio do Sal recebe balanço para cadeirante

Praça do Mar em Arroio do Sal recebe balanço para cadeirante

Praça do Mar em Arroio do Sal recebe balanço para cadeirante
MELISSA MACIEL / ASCOM
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Uma parceria entre a Prefeitura de Arroio do Sal, por meio da Secretaria de Turismo, Esporte, Juventude e da Cultura, e a Câmara Municipal de Vereadores, possibilitou a instalação de um Parque Infantil na Praça Jovino Alves Pereira, a carinhosamente chamada de Praça do Mar, localizada ao final da Avenida Assis Brasil, à beira-mar.

O playground moderno, com estrutura tubular colorida, foi montado durante o mês de março de 2022 e tem sido o lugar preferido das crianças e suas famílias. Dentre os brinquedos, escorregadores, túneis, passarelas, foi instalado um balanço para cadeirantes. Além dos brinquedos, o Município investiu em bancos e paisagismo no entorno do Parque para o embelezamento da praça, proporcionando um espaço mais agradável para as famílias.

Na tarde de segunda-feira, 18/04, flagramos o cadeirante David William Martins Ramos, 18 anos, acompanhado da mãe Fernanda Souza Martins, residentes na Vila das Flores, em Arroio do Sal, que visitavam os brinquedos do novo Parque pela primeira vez.

Segundo Fernanda, David adora passear em praças e eles ainda não conheciam o Parque Infantil da Praça do Mar, garantindo que David aprovou o balanço para cadeirantes e certamente passarão a frequentar mais vezes o local.

O prefeito de Arroio do Sal, Affonso Flávio Angst (Bolão), destaca que a Administração optou pelo balanço a fim de oportunizar momentos de lazer aos cadeirantes, sejam eles crianças ou adultos, sendo que o equipamento auxilia também no desenvolvimento de habilidades, a integração e a diversão.

A Praça, conforme a secretária da pasta, Aline Valim, é muito frequentada por crianças, jovens, adultos e idosos e, agora, há a opção também para cadeirantes que tiverem interesse em brincar ou realizar uma atividade diferenciada.

“Este balanço possibilita a inclusão destes deficientes físicos e ajuda no equilíbrio, alongamento e controle do corpo. A aceitação está sendo muito boa por parte de toda a população”, reforçou Aline.

O Parque Infantil e o embelezamento do local com bancos e arbustos custaram cerca de R$ 122 mil, sendo R$ 50 mil da Câmara Municipal e R$ 72 mil da Secretaria de Turismo, Esporte, Juventude e da Cultura.

FONTE/CRÉDITOS: MELISSA MACIEL / ASCOM
Comentários:

Veja também

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )