Rádio Tupancy 87,5 FM

5136873240

Coronavírus

Sete regiões do RS têm mais de 100% de ocupação em UTIs

Na tarde desta segunda-feira, 70 leitos para casos graves estavam disponíveis no território gaúcho, segundo o governo do Estado

Sete regiões do RS têm mais de 100% de ocupação em UTIs
Foto: Divulgação / ACT
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O painel estadual de monitoramento hospitalar mostrava, no fim da tarde desta segunda-feira (1o), sete regiões do Rio Grande do Sul com esgotamento nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O esgotamento, que atinge leitos públicos e privados em geral, ocorre nas regiões de Lajeado, Novo Hamburgo, Santa Cruz do Sul, Caxias do Sul, Capão da Canoa, Guaíba e Taquara - de acordo com o monitor estadual.

Na prática, o esgotamento significa que o atendimento dos pacientes depende de lista de espera e que é realizado com algum grau de improvisação.

Na tarde desta segunda-feira, o maior esgotamento era registrado na região de Novo Hamburgo, com 122% de ocupação de leitos de UTI. Na sequência, aparecia a região de Lajeado, com 115% de ocupação.

Para o enfrentamento da pandemia, o Rio Grande do Sul foi dividido pelo governo do Estado em 21 regiões covid. São áreas que compartilham um mesmo sistema de saúde e proximidade geográfica. Os dados são públicos, podem ser acessados neste link e a atualização ocorre em tempo real – na medida em que os hospitais alimentam o sistema.

Alta de internações deixa somente 70 leitos livres

Nesta segunda-feira, o Rio Grande do Sul bateu novamente o recorde de internação hospitalar por covid-19, tanto em UTIs quanto em leitos clínicos. No fim da tarde, o painel estadual mostrava 1.657 pacientes com covid-19 em UTIs públicas e privadas.

No mesmo horário, o Rio Grande do Sul também atingiu recorde de 97,5% de ocupação em todos os leitos de UTI. Isso representava, no momento da publicação desta reportagem, 70 leitos livres de UTI públicas e privadas em todo o território gaúcho.

FONTE/CRÉDITOS: GZH
Comentários:

Veja também

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )